EACOR 2018 - Amor de pai - COR JOVEM - Grupo de jovens católicos !!!!

COR JOVEM - Grupo de jovens católicos !!!!

" Criatividade a serviço da Evangelização "

COR JOVEM - Grupo de Jovens Católicos

9/13/2018

EACOR 2018 - Amor de pai


Iai gente, tudo bem? Olha eu de novo 😂 já vim com mais novidades sobre o Eacor nesta última semana que o antecede, neste momento acho que meu coração já está quase tendo um ataque, já imagino até os paramédicos vindo me socorrer de tanta ansiedade kdjkk. Aaaaa fiquem anciosos também, preparamos algo incrível para vocês, o próprio tema já diz como será esse domingo. Aguardem!

Hoje irei falar sobre o amor de pai. Automaticamente quando ouço falar em pai penso logo em Deus, nosso primeiro pai, ah papai, como é difícil viver aqui nesse mundo com o objetivo de te seguir, são tantas as tribulações, tantas perseguições, mas tudo vale a pena, porque é tudo por amor.

Em segundo lugar, lembro do meu avô, pensa num velhinho bruto e rabugento, só ele! Mas pensa num coração grande e cheio de amor pra dar. Imaginem um senhorzinho simples, bruto, amoroso, sensível como você menos imagina e forte, com certeza essa é a sua característica mais marcante. Pensou? Pois bem, esse é meu vô.

E em terceiro lugar, o meu pai aquele que me gerou, não o vejo muito, mas ele sempre faz questão de me ver e isso já me deixa imensamente feliz, e tenho uma história para contar sobre ele. Uma pessoa simples, impaciente mas com um grande coração. Bem, a história que tenho pra falar que mais me marcou e que eu me recordo aconteceu esse ano, no meu aniversário. Como todo aniversário ele me mandou uma mensagem muito linda por sinal e uma música de Rick e Renner, achei engraçado mas foi fofinho kkkkkk. Enfim, estudei o dia todo, afinal caiu justamente em uma segunda feira (eu mereço 🙄) e a alguns meses antes do meu aniversário eu vinha sofrendo muito porque perdi pessoas que eram importantes, não morreram, mas se afastaram de uma forma que não esperava, e o dia do meu aniversário foi marcado por uma intensa tristeza, alguns nem lembraram, o que não foi novidade, só contribui ainda mais com a minha profunda tristeza, mas de repente, lá estava eu estudando, e chega meu pai, dizendo que era pra eu me arrumar porque daqui a uns minutos ele voltaria pra me buscar, eu não queria ir, tava triste demais, eu não queria comemorar, eu só estava ficando mais velha e cada vez mais machucada, mas eu respondi que iria, afinal ele não tinha nada haver com a minha tristeza. Deu o horário e eu fui. Achei que iria para pizzaria porque quando saímos geralmente é pra lá. Mas eu fui parar na casa da minha tia, não entendi nada, mas pensei: "Ela queria me desejar feliz aniversário pessoalmente". Subi as escadas e estava tudo escuro, aí já era, eu estava tão sensível que saquei logo: "É uma surpresa". Caiu uma lágrima mas logo a enxuguei, meu priminho gritou eu ri e as luzes acenderam. Neste dia meu pai conseguiu transformar um péssimo e terrível dia, no melhor aniversário que já tive. Eu amo coisas simples, só tinham 4 pessoas, um bolo pequeno, alguns salgados e doces em uma bandeja e cachorro quente (minha família sabe como me conquistar, eu amo comida).

Para finalizar eu queria dizer que caso você seja distante do seu pai, não faça com isso impeça a comunicação entre vocês, cultive esse amor todos os dias, não sei definir muito o que é amor de pai, mas eu acho que é um amor sem jeito, simples, carinhoso e as vezes impaciente.

Para você que mora com seu pai, agradeça a Deus por isso, vocês tem a oportunidade de se conhecerem melhor todos os dias.

Paz de Cristo e o amor de Maria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad